MEI – A busca pela formalização…

Caríssimos e caríssimas,

A informalidade em serviços outrora denominados autônomos, vêm apresentando muitos problemas junto ao mercado. O cliente (PJ) muitas vezes não tem como fazer um serviço pois não se tem um comprovante válido para efeito de contabilidade.

Nisso, muitos de nós, fomos colocados fora do mercado, com inúmeras dificuldades, tendo que pedir a um e a outro, para emitir notas fiscais para poder executar um serviço de qualquer natureza.

A chegada do MEI – Micro Empreendedor Individual, fez este perfil mudar drasticamente. Esse pessoa, com características de Pessoa Jurídica, passaria a poder emitir notas de serviço e notas de materiais, terminando assim, o seu anonimato.

Infelizmente, muitas pessoas, por falta de conhecimento ou por querer “se dar bem”, andaram criando problemas para quem quer trabalhar corretamente.

Obviamente que  pensamento para o mei é um faturamento de até R$81000,00/ano. O que equivaleria a R$6750,00/mês. Trabalhando dentro dos padrões, é um dinheiro, até satisfatório.

Esse conjunto todo, tem características muito peculiares para cada município. Vamos iniciar, tratando dele como um todo, ou seja, regra geral, e depois fechamos os processos no município da cidade de Cabedelo, na paraíba, o qual eu estou inserido.

Espero que gostem e que sirva de alguma forma, e ajude na sua tomada de decisões.

Qualquer dúvida, podem mandar um e-mail para mei@lginformatica.net.br. Juntos, procuraremos as melhores soluções.

Voltaremos com mais informações em breve.

Até

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.